segunda-feira, 30 de junho de 2008

Aonde estão?

Onde estão os amores perdidos
Onde estão os amores de verão
Se foram embora de ônibus, catraia, jumbo ou bimotor
Sejam as águas do chão ou do céu que os levam

Se vão e levam um pouco de mim,meu amor
Às vezes me levam sem saber
Às vezes eu nem quero ir e vou sem querer

E quando verão que os olhos que dizem oi
Não têm a mesma cor dos olhos que condenam
Quando não tem ninguém vendo?

Às vezes sem eu saber, vou junto
Vão pedaços de mim que eu cato por parcelas
Prestações baratas de alguém que não sabe ao certo quem os leva

Aos poucos quando eu me permito
Chego sem pedir licença
Pego como meu aquilo que realmente o é: eu.*



*s2

5 comentários:

Maldito disse...

Quando alguem parte,...e por que um novo alguem vai chegar,...

Bjs

Janu Schwab disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Janu Schwab disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mayara Montenegro disse...

Não, não me inscrevi no concurso de literatura, mas me arrependi muito de não ter, é legal até para incentivar outras pessoas.

Victor* : ] disse...

não dizem que o fim
é na verdade sempre
um novo começo?
^^
esperemos que seja assim.
;]