terça-feira, 5 de maio de 2009

Um culto à ignorância

Não tem coisa melhor do que não saber das coisas. Digo mais, não tem coisa melhor do que não entender nada. Se você não sabe e não quer saber, te livra da responsabilidade de se manifestar sobre qualquer coisa. É a liberdade da ignorância. É um direito de escolha e não tem nada a ver com sabonete. É uma escolha que só quem não é, pode ter. É feita em sã consciência. É a liberdade de ser quem se quer e de fazer com que os outros saibam que o querer é muito mais íntimo que qualquer coisa que se diga. É olhar pelos olhos com filtro, só passa o que convém. É respirar ar puro, longe de esgotos, galinheiros, de mauzoléus e pseudo igrejas cujos cultos não são à ignorância. É ouvir que há tiroteios em bibliotecas e se conformar: "Pelo menos eles procuraram um lugar com ar condicionado para ir". É ouvir tantas coisas e sorrir sem medo de ser feliz, sem culpa e sem nenhuma dor no peito, repito, sem nenhuma dor no peito!

2 comentários:

Menina França disse...

Isso realmente faz sentido! tipo "quem procura acha"

Handreh disse...

É, essa é a minha onda, ultimamente. Mudando de assunto, eu estava na hora do tiro... inclusive o cara que entrevistei foi o que sofreu o "atentado", imagina se atiram na hora que tow entrevistando e o tiro pega em mim? Parecia coisa de filme.
o;